Home Login Meus Pedidos Indique o Site Contato
 Busca Avançada
 




























 
http://www.natuvital.com.br/arquivos_loja/9082/arquivo/tratamentorulibra.jpg

Caspa

Os cientistas descobriram que a caspa ocorre quando um fungo semelhante à levedura, chamado malassezia, multiplica-se no couro cabeludo. Esse fungo microscópico, um habitante normal da cabeça de um ser humano saudável, alimenta-se dos óleos gordurosos secretados pelos folículos pilosos no couro cabeludo. Mas, às vezes, por razões de higienizações incorretas, o fungo cresce descontroladamente, causando uma irritação que acelera a troca das células no couro cabeludo. Consequentemente, o processo normal da troca das células, que geralmente leva um mês, pode levar menos de duas semanas quando a malassezia descontrolada irrita o couro cabeludo. Dessa forma, muitas células mortas se renovam ao mesmo tempo, misturando-se ao óleo dos folículos pilosos e formando crostas gordurosas tão grandes que são visíveis a olho nu. A oleosidade também faz com que as crostas geralmente fiquem grudadas nos cabelos (e nos ombros), em vez de caírem rapidamente.

 

Como se livrar da caspa
Mesmo que a malassezia tenha se multiplicado rapidamente, você não precisa conviver com a caspa. Lembre-se que a caspa é o início de outros processos bacterianos agravantes se não tomar as devidas precauções.

Uso diário de shampoo.
Existe maneira mais fácil de se livrar da caspa do que lavar a cabeça? 
Tirar o excesso de óleo (que pode contribuir para o crescimento excessivo da malassezia, em primeiro lugar) e dos flocos lavando diariamente com shampoo pode ser a maneira mais fácil de tratar seus cabelos.

Mude de shampoo.
Se seu shampoo normal não está resolvendo o problema, mesmo com lavagem diária, está na hora de passar a usar um shampoo apropriado para higienização profunda do couro cabeludo, evitando que a caspa se acumule e seja foco de alimentos de processos bacterianos.
Os produtos Rulibra são específicos para combater caspa, coceira, oleosidade, queda, dermatite, foliculite e qualquer processo bacteriano.

Ensaboe duas vezes.
A primeira aplicação e enxágue removem os flocos soltos e o óleo formado nos cabelos e no couro cabeludo. É uma espécie de limpeza da área, de modo que a segunda ensaboada tenha efeito. Deixe a segunda espuma do shampoo pelo menos cinco minutos na cabeça antes de enxaguar os cabelos. Isso permite que o shampoo penetre nas células da pele e faça a higienização profunda da região folicular.

Pare de coçar. 
Procure resistir à tentação de coçar as manchas. Suas unhas podem ferir o couro cabeludo.

Elimine o suor. 
Após exercícios ou trabalhos que o façam transpirar, procure tomar banho e lavar a cabeça em seguida. O suor irrita o couro cabeludo e acelera a descamação das células da pele.

Vá devagar com os produtos viscosos.
Embora você não precise deixar de usar musse, spray e gel ou qualquer outro produto com excesso de agentes graxos que podem se alojar no couro cabeludo, procure usá-los com menos frequência. Esses produtos para cabelos podem contribuir para a produção da oleosidade que serve de alimento para processos bacterianos.

Evite acessórios que abafem o couro cabeludo, como, boné, chapéu e capacete, pois o suor se torna constante e retorna para a região folicular com impurezas que causam a obstrução o couro cabeludo, comprometendo a saúde dos cabelos.

Dermatite Seborreica.

O que é?
A dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa principalmente escamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e colo. De caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas. Devido a higienização inadequada, o processo pode se alastrar, tornando-se crônico e evoluindo para foliculite, pode ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga ou estresse emocional, tempo frio, excesso de oleosidade. A presença de um fungo, o Pityrosporum ovale, também pode provocar dermatite seborreica.

A dermatite seborreica em recém-nascidos, conhecida como crosta-láctea, é uma condição inofensiva e temporária. Aparecem crostas grossas e amarelas ou marrons sobre o couro cabeludo da criança. Escamas semelhantes também podem ser encontradas nas pálpebras, nas orelhas, ao redor do nariz e na virilha.
Tanto em adultos como em crianças a dermatite não é uma alergia, e não é perigosa.

Sintomas
De forma geral, os sintomas da dermatite seborreica são:

• Oleosidade na pele e no couro cabeludo;
• Escamas brancas que descamam – caspa; escamas amareladas que são oleosas e ardem;
• Coceira, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de "cutucar" a pele.
• Leve vermelhidão na área;
• Possível perda de cabelo.

Esta dermatite pode ocorrer em diversas áreas do corpo. Normalmente, se forma onde a pele é oleosa ou gordurosa, como, couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, vincos do nariz, lábios, atrás das orelhas, e tórax.
Diagnóstico

Tratamento
O tratamento precoce das crises é importante, e pode envolver as seguintes medidas: lavagens mais frequentes; interrupção do uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo; evitar uso de chapéus, bonés ou capacete, 
Evite também produtos que contenham agentes graxos que podem se alojar no curo cabeludo e região folicular.

Prevenção
Ter cuidados especiais com a higiene e uso de shampoo adequado ao couro cabeludo são fundamentais para a não proliferação dos processos bacterianos que são facilitados pela dermatite seborreica e que podem se tornar em foliculite.
O uso contínuo dos produtos Rulibra removem por meio da transpiração os processos bacterianos alojados na região folicular, responsáveis pela dermatite seborreica.

É necessário seguir o tratamento correto, o qual irá depender da localização das lesões e da intensidade dos sintomas, bem como alterar alguns hábitos e eliminar os fatores reguladores, como estresse, má alimentação, tabagismo e consumo de bebida alcóolica.
Além disso, alguns cuidados podem ajudar na melhora dos sintomas, como evitar a ingestão de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas; não tomar banhos muito quentes; enxugar-se bem antes de vestir-se; usar roupas que não retenham o suor. Tecidos sintéticos costumam ser contraindicados para quem tem tendência à dermatite seborreica; controlar o estresse físico e mental e a ansiedade; retirar completamente o shampoo e o condicionador dos cabelos quando lavar a cabeça.


Foliculite

O que é?
Foliculite ocorre quando há infecção dos folículos pilosos, causada por bactérias, como o estafilococo, ou outros fatores. Infecções graves podem causar perda permanente do cabelo e cicatrizes.
A infecção aparece como pequenas espinhas, de ponta branca, em torno de um ou mais folículos pilosos. A maioria dos casos de foliculite é superficial, pode coçar, e doer. Normalmente a inflamação do pelo sara sozinha, mas os casos mais graves e recorrentes merecem atenção e tratamento especial de higienização do couro cabeludo.

Sintomas
A foliculite pode ser superficial ou profunda. No primeiro caso, afeta apenas a parte superior do folículo piloso. Os sintomas são: pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus; a pele pode ficar avermelhada e inflamada; causa coceira e sensibilidade na região.

São raros os casos de foliculite que causam complicações. Entretanto, preste atenção a possíveis recorrências, ou seja, um local em que o pelo sempre "encrava", ou se a área atingida pela foliculite aumenta. 
Quando a inflamação atinge áreas mais profundas da pele, pode haver a formação de furúnculos. Os sintomas são: grandes áreas avermelhadas; lesões elevadas com pus amarelado no meio; as áreas ficam muito sensíveis e doloridas e pode coçar também; em alguns casos a dor é intensa. As chances de cicatrizes são maiores nesses casos, e pode haver destruição do folículo piloso.

Diagnóstico e tratamento
Os casos leves de foliculite provavelmente curam-se sozinhos, bastando uma boa higienização. Mas, casos persistentes ou recorrentes podem exigir tratamento. 
O tratamento aconselhável é a remoção dos processos bacterianos alojados na região folicular com produtos específicos para a higienização do couro cabeludo e região folicular para que permita a melhor oxigenação da raiz e assim obter o fio saudável e sem comprometer a saúde do couro cabeludo.

Foliculite Estafilocócica
Tipo comum. Ocorre quando os folículos pilosos são infectados com bactérias staphylococcus aureus (estafilococos).É caracterizada por coceira, inflamação com pus e pode ocorrer em qualquer região do corpo que possua pelos. Quando afeta área da barba de um homem, é chamada de coceira do barbeiro. Embora os estafilococos vivam na pele o tempo todo, elas podem causar problemas quando entram no corpo através de um corte ou outro ferimento. Isto pode ocorrer por arranhões ou lesões na pele. É recomendado evitar raspar a área, até que a infecção sare e faça a higienização adequada com os produtos específicos para a pele e couro cabeludo.

Foliculite por pseudômonas (foliculite da banheira quente)
As bactérias pseudomonas aeruginosa proliferam em ambientes aquáticos em que os níveis de cloro e o pH não são bem regulados, como banheiras de hidromassagem. A infecção aparece entre oito horas e cinco dias após a exposição à bactéria. São erupções vermelhas, que coçam, e mais tarde bolhas com pus podem aparecer também. Áreas que ficam úmidas por mais tempo são as mais propensas à infecção, como as áreas cobertas pela roupa de banho. O tratamento se dá normalmente com loções para aliviar a coceira, antibióticos são receitados raramente. 
Faça a higienização do corpo com os produtos Rulibra para a remoção dos processos bacterianos que se alojam na região.

Pseudofoliculite da barba
Uma inflamação dos folículos pilosos na área da barba, afeta homens. Os pelos raspados ao crescerem se curvam e voltam para o interior da pele. Este processo leva à inflamação e, à vezes, cicatrizes na face e no pescoço. Há cuidados para prevenir. Usar o barbeador elétrico pode ser uma opção. Ao se barbear, procure utilizar água morna, massagear os pelos para que eles fiquem mais amolecidos, ao passar o barbeador faça-o no sentido do crescimento dos pelos. E após terminar o processo, passe um hidratante.

 

Foliculite Pitirospórica
Comum em adolescentes e homens adultos, é causada por um fungo que causa inflamações avermelhadas, que coçam, nas costas e no peito. Atinge, às vezes, o pescoço, ombros, braços e face. Antifúngicos tópicos ou orais são os tratamentos mais eficazes para este tipo de foliculite.
A prevenção com produtos adequados para a pele e couro cabeludo é fundamental.

Sycosis barba
Inflamação em todo o folículo piloso após o barbear. Pequenas inflamações aparecem primeiro no lábio superior, queixo e mandíbula. Pode aparecer constantemente com o barbear contínuo. Em casos mais graves pode deixar cicatrizes. Compressas e antibiótico local são os tratamentos mais utilizados.
Aplique os produtos Rulibra na região da barba para a remoção das bactérias alojadas no poro.

Foliculite gram-negativo
Costuma se desenvolver quando a pessoa usa antibióticos por longo tempo para tratar acnes. Surge principalmente no nariz. Esses medicamentos alteram o equilíbrio normal da pele, fazendo com que organismos nocivos se desenvolvam, como as bactérias gram-negativas. Na maioria das pessoas não há grandes problemas, principalmente após cessar o uso dos medicamentos. Mas elas podem se espalhar pelo rosto e causar lesões graves. Apesar de este tipo ser provocado pelo uso prolongado de antibióticos, medicamentos tópicos ainda são a melhor forma de tratamento.
O uso dos produtos Rulibra podem ser feitos em qualquer parte do corpo, pois é dermatologicamente eficaz à qualquer tipo de processo de proliferação bacteriana danosa.

Furúnculos e carbúnculos
Ocorre quando há infecção com estafilococos. É uma inflamação inchada, bem avermelhada e febril. Conforme a quantidade de pus no interior aumenta, a região se torna mais dolorosa. Quando as lesões são muito grandes pode haver cicatriz no futuro. O carbúnculo é um aglomerado de furúnculos, que muitas vezes ocorre na parte de trás do pescoço, ombros, costas e coxas. São infecções mais profundas e graves do que um único furúnculo. Quase sempre deixam pequenas cicatrizes. O médico pode drenar a infecção com uma pequena incisão para aliviar a febre e a dor. No caso dos carbúnculos pode ser necessário usar antibióticos para ajudar na melhora dos sintomas.
Os produtos Rulibra agem diretamente no foco da infecção, fazendo com que o pus alojado seja expelido pelo poro.

Foliculite eosinofílica
Acomete principalmente pessoas com HIV. É caracterizada por manchas inflamadas, feridas com pus, principalmente no rosto e, às vezes, nos braços, que podem coçar. As feridas costumam se espalhar, e deixam as áreas mais escuras do que a pele normal. A causa exata da foliculite eosinofílica não é conhecida, embora possa envolver o mesmo fungo responsável pela foliculite pitirospórica. Neste tipo, os corticosteroides são o melhor tratamento, em casos graves é necessário entrar com a medicação oral também. Em pacientes com HIV além dos esteroides tópicos o médico pode receitar anti-histamínicos via oral.

Foliculite é um processo bacteriano danoso para qualquer parte do corpo, saiba como prevenir.
Manter a pele limpa, seca e livre de escoriações ou irritações pode ajudar a prevenir a foliculite. Certas pessoas são mais propensas a infecções, como as pessoas com diabetes. Se você tem algum problema médico que o torna mais propenso a contrair infecções, algumas precauções podem ser importantes.

Use produtos que sejam específicos ao tratamento do couro cabeludo, os shampoos convencionais acabam ajudando na proliferação de processos bacterianos, pois os agentes graxos que costumam ter em suas composições servem como alimento para as bactérias que se alojam na região folicular.

Evite lavagens antissépticas rotineiramente, pois deixam a pele e seca e matam bactérias protetoras. Mantenha a pele hidratada. Tome cuidado ao fazer a barba, use gel de barbear, espuma ou sabão para lubrificar as lâminas e evitar cortes.

 

Kit 10 Pó Esfoliante - Rulibra 250gr

Kit 10 Pó Esfoliante - Rulibra 250gr
R$ 550,00
R$ 440,00

 
 

Kit Touca Térmica - Tratamento avançado  - Rulibra

Kit Touca Térmica - Tratamento avançado - Rulibra
R$ 39,00
 
Imagens de solução

`Pague com PagSeguro


http://www.natuvital.com.br/arquivos_loja/9082/arquivo/avaliacaaa.jpg
Home  | CALVÍCIE - Entenda melhor  | Causas da queda dos cabelos  | Infecções e Processos Bacterianos  | Hábitos Inadequados  | Tipos de Tratamento Rulibra - Passo a passo  | Resultados Tratamento intensivo Rulibra  | Acompanhamento - Tratamento Intensivo  | Dúvidas, dicas e mitos sobre a calvície  | Ervas em seu cotidiano  | Plantas e Ervas de A a H  | Plantas e Ervas de I a Z  | Chás e compostos de Ervas  | Dicas para uma vida mais saudável  | Como comprar - Fale conosco  | Tabela de Preços |
NatuVital



`Pague com Mercado Pago
Desenvolvido por Lojas Virtuais BR